A falta de competitividade das empresas exportadoras brasileiras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A falta de competitividade das empresas exportadoras brasileiras

Mensagem  Admin em Qua Jan 30, 2008 3:21 pm

A FALTA DE COMPETITIVIDADE DAS EMPRESAS EXPORTADORAS BRASILEIRAS

Muito se fala a respeito dos métodos que podem ser usados para aumentar o volume das exportações brasileiras e dos métodos sobre como isto pode ser feito.

Muito se reclama do famoso gargalo logístico e da falta de incentivos do governo à exportação.

Mas será que melhorando o gargalo logístico e aumentando os incentivos às empresas exportadoras teremos a garantia que as empresas brasileiras tornarão mais competitivas no mercado internacional?

Minha resposta é não.

A mentalidade de muitas empresas exportadoras ainda é de comodismo. Ou seja, querem exportar os produtos mas não querem ter trabalho algum por isso.

Não é por acaso que até hoje a nossa principal pauta de exportações são os produtos agrícolas e minerais. Ou seja, o país consegue exportar principalmente o que não existe em grande quantidade no exterior e depende enormemente da demanda mundial por produtos agrícolas e minerais para obter um saldo positivo na balança comercial. Vamos dar alguns exemplos:

Minério de ferro: se não fosse pela atual demanda chinesa e pelo crescimento econômico da China, as grandes mineradoras nunca iriam conseguir exportar o volume de minério de ferro que atualmente estão exportando. O Brasil possui uma vantagem competitiva natural (reservas minerais de boa qualidade e em grande quantidade).

Café, soja e outros produtos agrícolas: a mesma coisa. Se a demanda mundial aumenta as empresas exportam mais e se a demanda mundial cai elas exportam menos. Normalmente não existe esforço em desenvolver novos mercados, conquistar novos clientes e gerar novos negócios a médio e longo prazos. Tudo depende da demanda mundial por estes produtos.

O Brasil exporta a soja, a China esmaga o grão e industrializa o óleo, o Brasil exporta o café e os outros países torram o café e fazem a bebida, sendo que os Suíços possuem a maior rede de coffee shop do mundo, o Brasil vende o cacau e os Suíços vendem o chocolate pronto, o Brasil exporta o minério de ferro e os outros países industrializam o aço.

O Brasil vende em sua grande maioria, produtos de baixo valor agregado e compra produtos de alto valor agregado.

Se a demanda mundial por produtos agrícolas e minerais aumenta temos o superávit da balança comercial, se a demanda mundial por produtos agrícolas e minerais cai, então entramos em déficit.

Tenho que ressaltar que no Brasil existem algumas grandes empresas exportadoras de produtos e serviços, mas são poucas.

Você pode estar pensando.....o Brasil é um grande exportador aviões! Você esqueceu disso!

Acontece que na verdade o Brasil exporta apenas projetos de aviões, porque na verdade praticamente todas as peças dos aviões são importadas, fabricadas e produzidas no exterior.

O Brasil cria o projeto, compra as peças, monta tudo aqui, testa e vende para os clientes no exterior.

Em alguns países do mundo a participação das pequenas e médias empresas na exportação é muito grande.

Aqui no Brasil temos algumas poucas e grandes empresas que são responsáveis por quase todo o volume de produtos exportados. É muito pequena a participação das micro, pequenas e médias empresas no volume de exportações do Brasil.

As empresas brasileiras precisam aprender a vender. Vamos dar um exemplo:

Se você deseja comprar um produto chinês ou sul-coreano, você entra em contato com o fornecedor e este te envia imediatamente informações, catálogos, amostras, listas de preços CFR/ CIF e te oferecem preços competitivos.

Por outro lado aqui no Brasil para um comprador estrangeiro conseguir a resposta de um fornecedor brasileiro, o cliente no exterior normalmente vai precisar aguardar alguns dias para obter a primeira resposta, depois provavelmente deve receber uma cotação de preços FOB, porque aqui no Brasil é muito raro alguém vender o produto com frete e seguro incluídos, depois deverá aguardar mais algum tempo para receber catálogos e amostras, porque as empresas normalmente não possuem condições de providenciar tudo isso de imediato.

Se pensarmos quais são os principais exportadores de tecnologia e de produtos com alto valor agregado e quais são os exportadores mais competitivos no mercado internacional, vamos perceber que são em sua grande maioria, as filiais de grandes empresas estrangeiras que estão instaladas aqui no Brasil.

Normalmente não são empresas genuinamente brasileiras. A maioria das empresas genuinamente brasileiras estão exportando o que o país exporta de melhor desde a época do Brasil colônia: produtos agrícolas e minerais.

Ainda bem que o Brasil é um país grande e abençoado com grande diversidade de recursos naturais e minerais.

A conclusão que chego é que temos que mudar este quadro e tornar as empresas brasileiras mais competitivas no mercado internacional. Espero que aconteça uma mudança de visão e mentalidade dos executivos brasileiros.

Espero que em breve consigamos realmente expandir o volume de exportações brasileiras e que o Brasil seja um país de ainda maior sucesso em relação ao exterior.

Para informações de cursos de comércio exterior, visite o portal: www.cursosnainternet.com

Admin
Admin

Mensagens : 673
Data de inscrição : 28/01/2008

Ver perfil do usuário http://cursosnainternet.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum