4 perguntas sobre liderança que tiram o sono dos empreendedores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

4 perguntas sobre liderança que tiram o sono dos empreendedores

Mensagem  Admin em Ter Mar 29, 2016 2:53 pm

O produtor dá o sinal: “corta!” – com as câmeras desligadas, o pessoal em volta bate palmas. Com sorrisos agradecidos, Brian Requarth tira seu microfone de lapela, Daniel Castello bebe um gole final de água. Terminava a transmissão da última mentoria online sobre liderança, mas já tinha outro papo na fila para começar.

Esse era presencial, com os convidados do Endeavor Conecta, um programa para empreendedores em crescimento que se ajudam. Ali mesmo, no estúdio, começou uma discussão bem rica sobre formas de gerir seus talentos e dar o exemplo dentro da empresa, cada um complementando com sua experiência.

Brian, que é fundador da VivaReal, e Daniel, que é mentor Endeavor, palestrante e consultor, também compartilhou seus pontos de vista. Abaixo, reunimos os tópicos mais comentados e compilamos as respostas mais certeiras para você também ser o melhor líder que pode ser:

1. Como lidar com a tão temida Geração Y?

Aumentar o nível de resposta, dar espaço a mais perguntas e ser transparente é útil com essa turma. Ser muito claro e transparente com as questões estratégicas também ajuda muito nessa relação.

Mas a questão, no fundo, não é como lidar com a geração Y, mas como criar um ambiente de trabalho onde eles são mais produtivos. Um ambiente eles se sintam tratados de forma justa.

Por exemplo: se a sua empresa cresce 60% ao ano, você pode cobrar deles agilidade na entrega de resultados. Agora, se sua empresa não cresce, como você vai cobrar sangue e velocidade?

Para aceitar trabalhar com a geração Y, você precisa saber: Qual empresa quer ter? Quais pessoas você precisa para atingir seu sucesso? Qual ambiente você tem para isso?

Quanto mais você conseguir se colocar na posição de servir os outros, mais a questão da geração fica irrelevante.

2. Como motivar meus funcionários para que eles ajudem a empresa crescer?

Não tem nada melhor do que criar um time unido e, para que isso aconteça, a primeira coisa a se fazer é eliminar a visão de “empresa X funcionários”. Colocar-se no mesmo patamar que seus colaboradores, ouvi-los com atenção e fazer com que eles entendam que o papel de cada um, desde o faxineiro até o CEO, faz toda a diferença na empresa Isso é imprescindível para qualquer empreendedor que deseja engajar seu time.

3. Como contratar e reter talentos?

No Brasil, diferente de outros lugares do mundo, as pessoas gostam de estabilidade, elas querem representar uma marca que faça sentindo para elas. Uma saída para reter talentos em sua empresa, seja ela grande ou pequena, é criar uma história e vender seu sonho. A partir disso, você vai contratar pessoas que vão te ajudar a construir esse sonho, pedaço por pedaço. A paixão é algo muito contagiante, vender visão, o sonho grande e ajudar as pessoas a se identificarem com o sonho faz toda a diferença.

E tudo isso não pode ser apenas discurso. Discursos têm prazo de validade de 10 dias. O que você prega tem que ser verdade. A questão é muito mais olhar para a sua empresa e identificar quem daria certo trabalhando para você. Para ajudar com isso, pergunte-se qual a sua proposta de valor: por que é bom trabalhar para você?

Em relação a reter talentos, a dinâmica e ambiente de trabalho ajudam. Aprendizado também: quando as pessoas sentem que estão aprendendo de forma rápida e dinâmica, elas permanecem na empresa.

4. Qual a melhor forma de dar e receber feedbacks?

Primeiro de tudo, é preciso acabar com a visão de que feedback só serve para correção. Seus funcionários devem entender que essas avaliações servem para ajudar a pessoa a se desenvolver e ascender – e isso significa receber tanto elogios quanto correções. Quando fica claro para as pessoas que você quer o bem e tem o melhor interesse para elas, fica muito mais fácil escutar.

Quando a história é dar feedback para seu chefe, no entanto, as pessoas têm medo. Uma das maneiras de acabar com esse problema é a anonimidade na hora da avaliação. A Google encontrou uma saída simples: os gestores não têm permissão para demitir uma pessoa sem antes consultarem o setor de RH e apresentarem razões para que o desligamento ocorra. Isso faz com que as pessoas se sintam mais confortáveis com a ideia de dar feedback, já que elas têm certeza que não serão prejudicadas por seus superiores.

Fonte.: Pequenas Empresas e Grandes Negócios

Admin
Admin

Mensagens : 705
Data de inscrição : 28/01/2008

Ver perfil do usuário http://cursosnainternet.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum