Cinco competências de gestão para te ajudar a liderar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cinco competências de gestão para te ajudar a liderar

Mensagem  Admin em Qua Abr 20, 2016 1:51 pm

Cansado de procurar o segredo sucesso em livros e cursos, Marcelo Veras, professor de planejamento de carreira e presidente da Inova Business School, de Campinas, resolveu realizar uma pesquisa em julho de 2006 para resolver a questão.

Marcelo então entrevistou mais de 170 pessoas com posições importantes de liderança, como diretores nacionais, vice-presidentes e presidentes, para perguntar algo relativamente simples: “Quais competências o trouxeram até aqui e como você definiria cada uma delas?”.

A partir das respostas, Marcelo reuniu uma lista das principais habilidades apontadas pelos bem-sucedidos. Elas são divididas em três categorias: comportamentais (como agimos em relação a nós mesmos e às pessoas); técnicas (domínio da área de atuação e de competências básicas de linguagem e leitura); e de gestão, que, claro, têm a ver com nossa atitude na condição de líderes de pessoas e de negócios.

As habilidades fazem mais sentido quando combinadas entre si e usadas de forma coerente. E, claro, dificilmente alguém terá todas elas superdesenvolvidas, mas criará um conjunto sólido delas – a sua própria receita.

Confira abaixo as cinco questões relacionadas a gestão de pessoas que impulsionaram os profissionais ao sucesso.

1. Empreendedorismo
Empreendedorismo está relacionado à forma como enxergamos as coisas. Uma mesma situação pode ser percebida como desafio, como problema ou oportunidade. Para ser empreendedor, é preciso buscar a oportunidade em cada cenário.
Isso exige um bom conhecimento de si mesmo e de suas capacidades e entendimento sobre o contexto do negócio e mercado em que você atua. Estar bem informado e saber buscar vários pontos de vista de forma crítica e analítica são fatores importantes para saber relacionar dados e identificar pontos promissores de atuação, além da abertura ao risco que todo novo empreendimento – seja dentro de uma empresa ou em um novo negócio oferece.
Saber reconhecer suas limitações também é essencial. “Nem sempre a pessoa tem recursos internos para assumir riscos como um empreendedor”, diz Silvana. Nesses casos, a saída pode ser conseguir tomar decisões articuladas com outras pessoas, que têm uma percepção diferente do risco.

2. Tomada de decisão
Entender como você pensa é importante para melhorar suas decisões. Às vezes, são ideias e medos inconscientes que nos impedem de raciocinar mais claramente, outras vezes são conhecimentos técnicos que nos faltam, e é preciso saber avaliar tudo isso.
Por outro lado, ter certeza de quais são seus valores e objetivos é uma ferramenta útil na hora da dúvida entre uma opção ou outra.
“Vivemos em um contexto de ambiguidade”, diz Silvana. Aprender a lidar com o risco de cada decisão e com informações incompletas é cada vez mais necessário, assim como saber usar os recursos que estão à mão.
As pessoas à sua volta devem ser suas aliadas. Um líder pode ter em sua equipe pessoas capazes de trazer diferentes lados e informações para complementar uma decisão. “Tem que conversar com os outros e recolher informações, ninguém vai saber absolutamente tudo sobre alguma coisa”, diz Miriam Rodrigues, professora de gestão da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo.

3. Pensamento estratégico
Mais do que ter conhecimento sobre vários temas, o pensamento estratégico exige relacionar diferentes informações para definir quais são os pontos mais importantes de determinado cenário. Em um mundo complexo, é fácil se perder em projeções falaciosas, medos coletivos e na quantidade enorme de dados disponíveis.
“Não adianta guardar conhecimento para si mesmo. Trocar informações e conversar com diferentes pessoas ajuda a melhorar o raciocínio”, diz Miriam. Para desenvolver essa capacidade, reveja a forma como você avaliou situações passadas. O que faltou para ter tido um posicionamento melhor? A experiência é um instrumento poderoso.  

4. Negociação
“Saber negociar é saber usar em conjunto diversas habilidades”, diz Márcia. Afinal, é preciso saber reunir informações sobre aquele tema, saber ler a outra pessoa, se comunicar, ter certeza de seus objetivos, mas também quando mudar de ideia e, finalmente, tomar decisões coerentes e vantajosas para você.
Esse é um conjunto complexo e que exige um cuidado especial ao longo da carreira. Quanto menos desenvolvida essa competência, mais você deve tomar cuidado para estudar antes de cada reunião, para ouvir com atenção o que está sendo dito e buscar em mentores a ajuda.
“Precisa investir no aprendizado, inclusive de conhecimento acadêmico, para ter uma posição analítica e crítica”, diz Miriam.

5. Gestão de Pessoas
Essa competência exige uma série de outras habilidades anteriormente desenvolvidas. “Para ser um bom gestor, você precisa saber formar boas equipes, motivar pessoas de diferentes valores e origens e definir um objetivo claro e que dê propósito às pessoas”, diz Adriana.
Isso envolve a capacidade de entender os outros, de saber de que tipo de competência e conhecimento você precisa em suas equipes e como usar as informações que os outros trazem a seu favor.
Uma pessoa que não consegue ela mesma gerir suas próprias emoções e atitudes dificilmente conseguirá fazer uma boa gestão de equipes. Não há uma única fórmula para isso – diferentes líderes têm diferentes estilos de gestão. Em comum, todos têm a capacidade de unir equipes, vontade de desenvolvê-las, e sabem usá-las em proveito dos objetivos da empresa.

Fonte.: Revista Você S/A

Admin
Admin

Mensagens : 634
Data de inscrição : 28/01/2008

Ver perfil do usuário http://cursosnainternet.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum